Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Quem não se lembra de um avô ou uma avó, ou até mesmo de uma tia velhinha, que nos sentava ao seu colo e nos contava histórias e mais histórias, umas inventadas outras de livro aberto, e nós ainda pequeninos ficávamos deliciados a ouvir no quentinho à lareira.

 

Embora a azáfama diária insista em querer roubar-nos tempo, temos que ter presente a grande importância que estes pequenos momentos de partilha e de interação entre pais e filhos representa. Ao despender de uns minutos ao fim do dia para estar relaxado com o seu filho a ler-lhe uma história, está não só a incutir-lhe o gosto pela leitura, a criar laços de união e cumplicidade entre os dois, mas também a ajudá-lo a apreciar, mais tarde, os estudos com “olhos” de interesse e não de sacrifício.

 

Sempre que o sentar ao seu colo, ou se deitar com ele, a contar-lhe uma história, demonstre entusiasmo e bem-estar à medida que for lendo. Deverá ser uma leitura emotiva, com direito a imitação de vozes (as crianças adoram quando são surpreendidas pelo leitor com vozes diferentes), sempre acompanhado de gestos e expressões – ajudam a estimular ainda mais a imaginação da criança levando a fantasiar e a transportar de alguma forma a história para sua realidade.

 

 Quando as crianças crescem e por vezes se lembram de vos pedir para lhes ler novamente um dos livros da altura em que eles ainda eram bebés, não os censurem. Pensem antes que o seu filho ou filha guardou boas memórias desse tempo e que de certa forma as quer reviver de novo, como que torná-las eternas para si. Não deixe de ler com o seu filho, mesmo quando este já for autónomo e já consiga ler “sozinho”, partilhem o livro dividindo as personagens, por exemplo.

 

Temos de ter presente que momentos como estes de leitura partilhada devem ser um prazer. Tenha sempre em conta que a criança está ali ao seu lado – deixe-a tocar no livro, virar as páginas, observar o que está a ler... À medida que vai lendo, vá apontando para a palavra, deixando transparecer que há uma relação entre a palavra escrita e a que é lida em voz alta, entre a palavra impressa e a reproduzida oralmente.

 

Tornemo-nos Contadores de Histórias para as nossas crianças!

 

Márcia Fidalgo

Autoria e outros dados (tags, etc)







O Ser Mais

foto do autor


logopumpkin